Dicas para usar
Criar e fazer
Inspirar
Fique por dentro
Cia da Meia

16/04/2013 - Fique por dentro
Tribos Urbanas: Oji Girls

As Oji girls, ou “garotas vovô”, são chamadas deste modo, pois tem um estilo retrô. Essa tribo surge na necessidade das jovens irem contra o estilo de vida exageradamente tecnológico e caótico que domina as grandes cidades. O que também determina o comportamento destas meninas são costumes e hábitos praticados pelas pessoas de gerações anteriores. Entre elas está a valorização do feito á mão, preferência pelo simples ou chamativo, e interesse por atividades como culinária, jardinagem, costura e música.

 
A grande caraterística das Oji girls são as suas roupas, pois em seu guarda roupa é muito presente a influência do vestuário francês dos séculos 18 e 19. Costumam usar cardigãs amplos e compridos, suéteres xadrezes, camisas clássicas, além de casacos, coletes e calças em tweed. Tem como os suspensórios, óculos de grau, boinas, meias 7/8 e cintos masculinos ressurgem como tendência, complementados por oxfords, napolitanos e mocassins, sempre em tons neutros como marrom e preto.

Ainda na composição do visual, elas tem o cabelo com aparência natural. Na maioria das vezes é solto, mas também pode ser visto com uma trança ou um coque no alto da cabeça, sempre com leve toque bagunçado.  A maquiagem também é simples. Com a pele impecável, blush e sombra em tons terrosos são usados, complementados pelo batom nude.

Fonte: Portal Usefashion


04/04/2013 - Fique por dentro
Tribos Urbanas: Kidults

Esta tribo tem a infância como um traço em comum e cultuam personagens como Hello Kitty, Betty Boop, Mickey Mouse, Barbie e Moranguinho, se caracterizam pela busca de referenciais nostálgicas que representem segurança e conforto, associando estes aspectos à diversão de tempos ingênuos.

Alguns fatores que contribuem para este comportamento urbano, é de trazer da infância elementos que possam ser tangibilizados em produtos de consumo, ou, retardar a saída da casa dos pais, procurando não assumir responsabilidades da vida adulta. Eles tentam prolongar ao máximo a infância, mesmo junto a outras fases da vida.

 
Kidults não possuem uma forma única de se vestir. Usam roupas compostas por personagens do universo infantil, como Mickey, Minnie, Snoopy, Betty Boop, gato Felix, podemos citar também o Pernalonga, Pato Donald, Tio Patinhas e, claro, personagens de animações modernas como Shrek. Mas o modo de se vestir desta tribo também emana de peças inspiradas em uniformes escolares. Existem também muitos objetos Kidults como bonecos, chaveiros, bolsas, peças de roupa, objetos de decoração e os Toy Art, também cultuados por diversas tribos.

Em relação à música não há bandas em particular, mas a orientação nostálgica desta subcultura se torna real por meio de alguns nomes emblemáticos do universo musical da década de 1980, como a Turma do Balão Mágico, e The Muppets Show, onde a turma de bonecos dividia o palco com bandas e músicos.

 
Os aspectos comportamentais mais importantes desta tribo encontram representadas nas animações para cinema, lideradas pelas empresas Pixar/Disney e DreamWorks. No caso da Pixar personagens como Os Incríveis e Wall.E. A DreamWorks é responsável pelo sucesso de Shrek. Entre os desenhos mais importantes, temos o divertido Bob Esponja, suas aventuras cativaram uma legião de fãs no mundo todo, a maioria adulta, e todos os personagens imortalizados pela Disney são imprescindíveis, como o Mickey, Branca de Neve, Cinderela e Alice no País das Maravilhas.

Fonte: Portal Usefashion


26/03/2013 - Fique por dentro
Tribos Urbanas: Fruits

Esta tribo é essencialmente formada por meninas entre 13 e 19 anos, elas buscam incorporar signos e simbologias provenientes do universo lúdico infantil e anime. São muito criativas e, no início, produziam seus acessórios, através de misturas entre pó de plástico e outras substâncias, moldadas em formatos diversos. O desejo de diferenciação, aspecto fundamental entre milhares de jovens japoneses, foi o que impulsionou o crescimento do grupo, que, literalmente, personificou bonecas e fantasias infantis, constituindo uma estética pautada pelo excesso decorativo, por isso, o termo Decora acabou sendo o que melhor caracteriza essa tribo jovem internacionalmente.

O rosa é uma das cores mais significativas, sendo utilizado tanto nas peças de roupa, como nos calçados e acessórios. Meias acima do joelho são itens obrigatórios, utilizadas sobrepostas, destacando jogos de padrões e cores diversas, preferencialmente chamativas. Na parte superior do look, a premissa romântica também prevalece, sendo que, muitas vezes, as T-shirts e jaquetas em moletom são Decoradas por babados, laços e um sem número de fru-frus, além de silks dos personagens mais importantes. Mas, o que conta mesmo num típico visual Decora são os acessórios, utilizados nas mãos, no cabelo, no pescoço.

 
Em plástico, resina ou metal, os acessórios são, na maior parte das vezes, elementos que também remetem aos personagens lúdicos que fazem parte do imaginário da tribo. Ou seja, valem pingentes, colares, gargantilhas, etc, usados de modo sobreposto e em tamanhos grandes. Nas mãos, anéis com imitações de cristais e mais acessórios de plástico.

O aspecto artesanal também é prerrogativa de estilo. Utilizar acessórios com cara de feito à mão é algo absolutamente natural para uma Decora. Entretanto, são os arranjos de cabelo que merecem atenção especial: presilhas – muitas presilhas! – elásticos e o próprio cabelo servem de modo a distinguir uma Fruit/Decora de uma integrante de outra tribo. Pintar o cabelo de rosa, por exemplo, é algo comum, pois é uma forma de imitar o cabelo artificial das bonecas. Os acessórios Decorativos de cabelo também são incrementados com elementos de distinção, como corações, balas, rococós e estampas. Os calçados são coloridos em diversas versões, desde descolados All Star, até botas pesadas Decoradas com fitas, cores vibrantes, ou padrões em estampas múltiplas servem para Decorar os calçados utilizados pelas Fruits.


Ocidentalizar o oriente é complexo porque os desejos e necessidades correspondem ao ambiente onde os mesmos foram gerados. Assim, o desejo de diferenciação dos jovens no Japão não pode ser relativizado no cenário jovem ocidental.

A necessidade de personificar Sailor Moon, por exemplo, atende ao desejo de superação de uma jovem japonesa. Ela acredita que, desta forma, será vista como única em meio a vários outros jovens que também anseiam por uma diferenciação similar. Ao incorporar elementos fabulosos, estas meninas buscam um meio de se tornarem originais, descoladas dos ditames de estilo que orientam a grande maioria dos indivíduos em um ambiente cosmopolita.

Nada se compara à necessidade de individuação que preenche o imaginário japonês, mesmo que isso acabe de um jeito ou de outro, levando à constituição de coletivos. No final, estes coletivos compartilham dos mesmos preceitos, mas a sensação de individualização reside no resultado da representação que cada indivíduo construirá.

Fonte: Portal Usefashion


14/03/2013 - Fique por dentro
Tribos Urbanas: Atletas Urbanos

Essa tribo busca como ter uma vida saudável neste mundo caótico em que vivemos. Por isso as academias foram a grande solução. Como opção para aqueles que preferem fazer suas práticas esportivas ao ar livre, surgiu os esportes adaptados ao ambiente urbano, assim transformando as cidades em pistas e até incentivando as pessoas a terem uma vida mais saudável e até mesmo o bem estar pessoal.
 
 
A academia se tornou um incentivo para muitas pessoas que tem uma vida muita corrida, pois são muito práticas e oferecem muitos serviços dentre eles está o vestuário, esteiras, aparelhos, aulas especiais, personal trainings e muito mais.
Um fato muito importante que não pode esquecer é de que o Brasil só perde para os Estados Unidos em número de academias.
 
Mas existe o outro lado da tribo na qual não gosta do ambiente fechado da academia. Atualmente o aumento no número de academia está ligado á diminuição dos espaços destinados á prática esportiva. Assim a solução foi explorar o que a zona urbana tem a oferecer, foi deste modo que surgiu esportes como o parkour e o bik polo. Os atletas urbanos acreditam que a atividade física é uma parte integrante de qualquer estilo de vida saudável.

Fonte: Portal Usefashion


05/03/2013 - Fique por dentro
A casa mais cara do mundo

O proprietário deste imóvel é o bilionário Mukesh  Ambani, dono de fortuna estimada em 43 bilhões de dólares, ele é a pessoas mais rica da Índia e a quarta mais rica do mundo.
A construção tem área de 37 mil metros quadrado. Emprega 600 funcionários. Além de ter muitos quartos e salas, tem academia, piscina e um cinema para 50 pessoas. 80% do teto de salão de festas é coberto por lustres de cristal.
O prédio Antilia tem 173 metros de altura, distribuídos em 27 andares, com garagem para 160 carros. Esse prédio acomodaria confortavelmente 20 famílias, mas mora apenas a família Ambani, constituída por 50 pessoas, sendo elas o bilionário Mukesh Ambani, sua esposa e seus 3 filhos.
 
 
Durante os três anos de construção do prédio a família Ambani ocupou um edifício de 22 andares, reformado para  atender as suas necessidades.