Dicas para usar
Criar e fazer
Inspirar
Fique por dentro
Cia da Meia

17/11/2011 - Inspirar
Inspiração...

Uma boa ideia de usar meia soquete...
 
Inspire-se
 
 
 
Abraço da Cia da Meia 


31/08/2011 - Inspirar
Aprenda a transformar o seu sonho em realidade

Criança costuma ter medo do escuro, nunca da imaginação. Os adultos, ao contrário, preferem andar com os pés colados no asfalto. A realidade, para ser compreendida, necessita de lógica. Assim supõe a maioria. No entanto, o devaneio nos arrebata a qualquer hora, sem permissão. Não é opcional, seja qual for a faixa etária.
 
"Na medida em que não temos acesso à realidade em si, nós a construímos, aprendemos a decodificá-la, adquirimos filtros para entendê-la. Um deles é a fantasia", afirma o psicanalista gaúcho Mário Corso "Esse é o modo de operar dos seres humanos. Sempre funcionou dessa forma", diz.
 
Por que, então, subestimamos tal impulso, responsável por ampliar nosso imaginário e aguçar a percepção do mundo? "A maioria das pessoas entende o real como algo objetivo. Como o ato de fantasiar é de natureza oposta, passa a ser considerado ruim ou menor", afirma Corso. Eis a origem do desprezo que acompanha frases do tipo: "Fulana vive no mundo da lua", "ciclano não cresceu".
 
O curioso é que, mesmo depreciando a abstração, cedemos, inúmeras vezes ao dia, ao desejo de ruminar possibilidades, vislumbrar o que gostaríamos de encontrar no porvir. "Estamos sempre com um pé na ficção", diz o psicanalista.
 
Apesar de parecer uma ausência momentânea - já que estamos a léguas de distância da Terra -, o devaneio não tem uma única faceta. A filósofa e terapeuta existencial Dulce Critelli, coordenadora do Existentia - Centro de Orientação e Estudos da Condição Humana, em São Paulo -, identifica pelo menos três: a primeira é a fantasia como algo tangível, extensão do desejo; a segunda, especulações sem contato com a realidade; por fim, os sonhos, "projetos que nos lançam adiante e nos convocam a agir."
 
Sob essa perspectiva, o sonho nasce da fantasia, mas evapora sem o amparo de atitudes concretas que levem a sua realização.
 
Desanuviar é preciso
 
Se deixarmos a fantasia falar por si mesma, iremos nos surpreender com suas mensagens. "Ela nos fornece dicas extraordinárias sobre o que nos satisfaz, apavora, estimula", diz Corso. Em outras palavras, o devaneio esconde pistas que precisam ser decifradas para que possamos viver com mais plenitude. Por exemplo: alguém sonha em morar no campo. Na prática, afirma Dulce, essa fantasia embute uma série de confortos que a pessoa gostaria de desfrutar na cidade, como menos barulho e menos tempo perdido no trânsito, mais aconchego, mais introspecção. "Muitas vezes, podemos providenciar no momento presente condições até então restritas ao devaneio", afirma a filósofa.
 
Mas como permitir que a mente voe para longe se não pararmos para descansar os olhos diante da paisagem ou mesmo fechá-los por alguns minutos? Eis a cilada da modernidade. Um turbilhão de estímulos, muitos deles descartáveis, nos invade sem pedir licença e, por sorte, encontram nossa complacência. Resultado: acabamos preterindo imagens e experiências que realmente nos sensibilizam, como, por exemplo, passar a tarde de domingo na rede. "O tempo ocioso, em geral, é fantasioso. É quando nos lembramos de coisas, sonhamos com outras, nos arrependemos, nos perdoamos", diz Corso.
 
 
Abraço da Cia da Meia


09/08/2011 - Inspirar
Inspiração

Meia soquete + shorts+ sapato masculino+ cores neutras = look feminino moderno.
 
Inspire-se
 
Abraço da cia da meia 


15/06/2011 - Inspirar
Inspiração 3: Saindo do óbvio

E se a gente usasse meias coloridas no lugar das meias de tons escuros?
 
Essa foto retirei do blog A casa está cheia de flores da Lily (blogueira super famosa).
 
Uma inspiração retirada da vida real: meia+ oxford. 
 
Não é uma combinação fofa? Em nossa linha feminina soquete temos meia pink, rosa e lilás que dá para fazer algo parecido.
 
Ouse e seja feliz!
 
Abraço da Cia da Meia.
 
Fonte: http://lilyzemuner.blogspot.com/


15/06/2011 - Inspirar
Inspiração 2: Meia Feminina casual + Oxford com salto

Meia Ref.: 790.03.04(casual fem. com detalhe diferenciado no cano)
 
Oxford + meia formam um casal muito estiloso. Nesta produção apostamos na meia preta pois ela dá um toque mais "cool" a produção. Observe as cores do look e dos acessórios elas estão conversando entre si. A combinação oxford + meia+ short com camisa é para pessoas despojadas.
 
Você gostou da combinação? Tem alguma dúvida? Deixe seu comentário!
 
Abraço da Cia da Meia.
 
Fonte: http://www.polyvore.com/